Sublime Text, seu próximo editor de texto

O Sublime Text é meu editor de textos oficial, que já utilizo há algum tempo e que dificilmente perderá seu posto. A long time ago, quando ainda era usuário Windows, não abriria mão do UltraEdit, completo e cheio de funcionalidades. Havia tanta coisa nele que até eu me perdia. Após morder a maçã e passar a ter o conhecimento do bem e do mal (fácil de entender quem representa cada oposto na analogia rs), fui apresentado inicialmente ao Textmate e dele muito gostei. Leve, rápido e simples de trabalhar.

Sem procurar, fui apresentado ao Sublime Text e, mesmo plenamente satisfeito com o Textmate, resolvi dar-lhe uma chance. E este editor utilizou muito bem o “fator Grafite” (os boleiros de plantão entenderão) e garantiu cadeira cativa em meu Dock.

Ele também é extremamente rápido, clean, expansível, incrível e todos os outros elogios que vierem à mente. Entretanto, existe uma pequena curva de aprendizado que é necessária para o completo deleite de tudo que ele oferece. Em um dia você aprende e, após uma semana, não consegue mais largá-lo.

Como já disse, existem vários motivos para utilizá-lo – atualmente utilizo a versão 3 -, mas, para começar, acredito que existam quatro conceitos que precisam ser entendidos: projects, plugins, snippets e shortcuts. Antes de falar sobre eles, a regra é conhecer o atalho mágico

command-shift-p

Command Pallete: por meio dele, você terá acesso rápido a TODOS os recursos do Sublime Text.

Projects

Projetos são uma forma de você avisar ao editor que está trabalhando em um cenário delimitado, com suas definições e regras próprias, de forma que poderá ter configurações e plugins específicos, gravação automática de arquivos e salvamento automático de estado. Para utilizar um projeto, basta adicionar um diretório (Project: Add Folder) e depois salvá-lo (Project: Save As).

Plugins

O Sublime Text, por si só, é excelente e suficiente para você não mais abrir mão (ok, já mencionei isso), mas, e se você pudesse aumentar ainda mais sua produtividade? É isso que os plugins trazem. Com uma comunidade bem ativa e cheia de ideias interessantes, o repositório oficial possui dezenas de plugins para os mais diversos fins.

A instalação é muito simples e automática. A única parte manual é a primeira, mas que será executada apenas uma vez. Acesse o site http://sublime.wbond.net/installation e instale o Package Control, que é o gerenciador de packages (pacotes de plugins) do Sublime Text. Lembre-se de que existem duas opções de códigos para instalação: uma para a versão 2 e outra para a versão 3.

Uma vez instalado, basta você acessar a opção Package Control – Install Package e selecionar o pacote desejado.

Alguns plugins que utilizo:

  • Emmet: transforma seletores CSS em HTML.
  • SidebarEnhancements: adiciona opções úteis ao menu de contexto.
  • DocBlockr: Adiciona automaticamente bloco de comentário antes de uma função, utilizado para documentar métodos.
  • Sass Bundle: Adiciona code highlighting e autocomplete para Sass.
  • NetTuts+ Fetch: Adicionar automaticamente ao projeto pacotes de bibliotecas ou arquivos externos.

Snippets

A função exclusiva dos Snippets é ganhar tempo de desenvolvimento. Ao digitar Snippets no menu, logo tem-se acesso a uma lista de snippets que vieram de fábrica. E criar novos é algo bem simples. Você pode criar seus próprios snippets mas, para isso, recomendo acessar os links ao final do post, pois explicam com detalhes.

Shortcuts

Com sua utilização, as teclas de atalho passam a ser companheiras constantes. Em 95% do tempo você não precisará utilizar o mouse. Existem muitos atalhos (clique aqui para uma lista completa), mas os principais que utilizo são:

Comando Descrição
 +  + P Command Pallete
 + ^ + P Lista de projetos
 + ~ Console
 + D Seleciona próximas ocorrências de uma busca
 +  + D Duplica linha ou seleção
 + L Seleciona linha
 + ^ + Seta Move linha para cima/baixo
^ + K Apaga Linha
 + Clique do mouse Adiciona múltiplos cursores (ESC cancela)
 + J Agrupador de linhas
 + ⌥ + Arrastar Cursor Selecionar colunas
 +  + V Colar mantendo identação
 +  + M Seleciona tudo entre o block (delimitado por parênteses, chaves ou colchetes)
 +  + J Seleciona tudo com a mesma identação
 + / Adiciona/remova comentários

Os links abaixo são grande referência sobre o Sublime Text. Utilize sem moderação e descubra todo o potencial que este editor possui.

Nenhum comentário.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *